RÁDIO COMUNITÁRIA VOZ POPULAR

Em 1999, a Associação de Prevenção a AIDS (AMAZONA), consegue a aprovação de um Projeto através da PETROBRAS, o “Projeto Fala Garotada”, que atuaria em 6 (seis) Comunidades carentes da grande João Pessoa, na perspectiva do fortalecimento da identidade local e do direito humano a comunicação.

 

Essas comunidades foram: Casa Branca na Cidade de Bayeux, com a rádio "Casa Branca" hoje Maré Alta FM, na cidade de João Pessoa, na Comunidade do Timbó com a rádio Independente, Comunidade Jardim Veneza, com a rádio Diversidade, no Muçumagro com a rádio A Voz do Povo, na Ilha do Bispo com a rádio Sintonia e na Comunidade São Rafael com a Rádio Fala Garotada hoje Rádio Comunitária Voz Popular 97,7 FM, ainda esperando sua Concessão junto ao Ministério das Comunicações.

 

É importante destacar neste momento a participação de dois moradores que se doaram de forma muito forte para a chegada da parceria e implantação da rádio, seu José Marcos de Souza Vieira e Maria Leite Ferraz Marinho, mais conhecida como “Dona Moça”, esses dois moradores tiveram papel fundamental no inicio da emissora na comunidade, ambos iam juntos com os adolescentes e jovens para as formações e reuniões da AMAZONA, representando a comunidade e a Entidade Beneficente Evangélica (EBE), que era a parceria da AMAZONA na Comunidade São Rafael, para discutir com as outras comunidades o funcionamento das emissoras comunitárias.

 

Na Comunidade São Rafael a rádio começou no ano de 2000, com a colocação de vinte caixas de som, caixinhas que eram feitas de compensado revestidas de zinco e possuíam auto falantes de 6’’ (seis polegadas), elas eram colocadas nos postes da comunidade, dessas vinte, dezoito ficavam na Comunidade São Rafael e duas caixas nos postes da Comunidade Padre Hildon Bandeira uma comunidade vizinha localizada do outro lado do rio Jaguaribe no Bairro da Torre, Padre Hildon e São Rafael são ligadas por uma ponte de ferro que corta o Rio Jaguaribe.

 

No ano de 2005 a Rádio Fala Garotada passa por uma grande transformação, neste ano através dos recursos provenientes do Projeto Fala Garotada da Petrobrás, a emissora consegue juntamente com a Rádio Diversidade e a Rádio Independente comprar seus equipamentos de FM Comunitária.

 

A logo dá rádio foi escolhida pela população através de voto, uma urna foi colocada na porta da Unidade de Saúde, onde os moradores passavam e depositavam seus votos escolhendo o nome da emissora, o desenho também foi escolhido através da participação da comunidade, um concurso foi realizado para escolher a imagem da emissora.

 

O jargão, “ONDE VOCÊ FAZ A DIFERENÇA”, este, aliás, mostra bem como a emissora busca a participação da população e como a mesma acredita que com ela a realidade pode ser mudada.

 

Hoje a Rádio Comunitária Voz Popular atua como um sistema de comunicação comunitária que leva informação de verdade e com qualidade para os moradores e moradoras da Comunidade São Rafael através de várias ferramentas de comunicação.

 

APRESENTAÇÃO SOBRE A RÁDIO COMUNITÁRIA VOZ POPULAR

 

Parceiros: